Site oficial Antena 1 Sorocaba:
Rádio Online, Notícias de Sorocaba e muito mais.

Sorocaba recebe hoje a 1ª unidade Minuto Pão de Açúcar do interior

A unidade local está localizada na avenida Moreira César, 217

Sorocaba recebe hoje a primeira unidade da bandeira Minuto Pão de Açúcar no interior do Estado de São Paulo. A nova loja é do formato de proximidade, lançada pelo Grupo Pão de Açúcar (GPA) em junho deste ano, e teve o investimento de R$ 1,3 milhão. A unidade de Sorocaba é a 7ª da rede e a companhia espera terminar o ano com mais de 15 lojas inauguradas com essa marca. A unidade local está localizada na avenida Moreira César, 217, próxima ao Centro. O novo modelo visa o atendimento rápido, com opções em produtos individuais para os consumidores. Foram contratados 26 funcionários para a loja. O Minuto Pão de Açúcar atende a um novo conceito que é tendência em todo o mundo, ressalta Renato Giarola, diretor de Negócios de Proximidade do GPA. São lojas que têm entre 150m2 e 400m2, localizadas nos bairros. “Justamente pensando nas demandas modernas do cliente de mobilidade urbana”, explica. Diante da escassez de tempo e da inflação sob controle, em comparação com o período antes de 1994, os consumidores têm evitado a concentração de compras. “O cliente não quer mais sair do supermercado com o carrinho cheio. Ele faz compras semanais e até diárias.”

A nova bandeira, assim como a maior, é focada nas classes AB e, dentre os 6.000 produtos dispostos, aproximadamente 20% são de marcas próprias e consumo imediato. Conforme Giarola, grande parte destes itens é de produtos da Casino – controladora do GPA -, importados da França. “São produtos de altíssima qualidade e premium, como chocolates, chá, café, molhos, massas”, comenta ele. Giarola aponta que o Minuto Pão de Açúcar atende tanto a compra de conveniência quanto a de urgência. “Desde o produto do dia a dia a outros de consumo em determinadas situações, como aos finais de semana.” Segundo ele, destacam-se os vinhos importados, sanduíches prontos e naturais e queijos variados. Além disso, o modelo também busca atender às famílias menores, oferecendo produtos individuais e pratos prontos. “O Minuto vem com uma padaria muito bem desenvolvida com sortimento semelhante ao do Pão de Açúcar”, complementa o diretor do GPA. O Minuto Pão de Açúcar de Sorocaba contará, ainda, com um atendente gastronômico, que prestará consultoria diariamente das 11h às 19h.

Investimento

A escolha de Sorocaba para a abertura da primeira unidade do Minuto Pão de Açúcar no interior paulista se deve ao fato de ser um grande centro urbano em desenvolvimento, avalia Renato Giarola. Este fator é essencial para trabalhar o novo formato de proximidade. Além disso, o Grupo Pão de Açúcar está se voltando para o interior de São Paulo, em um raio de 150 quilômetros da capital. “Estamos lançando um Centro de Distribuição descentralizado para atender a essas lojas”, explica. Foram contratados 26 funcionários para operar a loja em Sorocaba. O investimento feito para a abertura do modelo Minuto é de R$ 1,3 milhão e a loja tem 270m2 de área de venda. Para a construção, foram adotados conceitos em sustentabilidade com o objetivo de reduzir o impacto ambiental das operações. A obra utilizou de conceitos em redução do volume de resíduos e racionalização dos materiais usados. “A loja foi construída com redução de resíduos e a construção é mais leve e simples, usa bem menos materiais”, diz Giarola.

Funcionamento

O Minuto Pão de Açúcar abre hoje e deve funcionar de segunda a sábado, das 7h às 22h, e aos domingos e feriados, das 8h às 22h. A loja fica na avenida Moreira César, 217.

Fonte: Jornal Cruzeiro do Sul

27 de novembro de 2014 por admin

Programa de incentivo será votado hoje em sessões extraordinárias

Secretário da Fazenda Aurílio Caiado

A proposta do prefeito Antonio Carlos Pannunzio (PSDB) para tentar receber parte dos impostos de contribuintes inadimplentes, valor estimado hoje em R$ 946,4 milhões, com a possibilidade de parcelamento em até 60 vezes e a isenção de multas e juros, será votada hoje na Câmara de Vereadores de Sorocaba em sessões extraordinárias. O projeto de lei, para implantação do Programa de Parcelamento Incentivado (PPI), prevê o escalonamento da isenção de juros e multas, com margem de até 100% (multas) e 95% (juros) para o pagamento dos débitos à vista e 5% nas multas e juros em parcelamento de 49 a 60 parcelas. Em 2011, os vereadores não acataram proposta semelhante apresentada pelo ex-prefeito Vitor Lippi (PSDB), o chamado Pague Fácil e justificaram a derrubada do projeto de lei ao dizer que uma anistia seria uma “injustiça” com os bons pagadores.

O secretário de Fazenda, Aurílio Caiado, disse que a proposta atual não se trata de renúncia fiscal, situação proibida pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) e que o programa apenas propõe o parcelamento da dívida nos mesmos moldes feitos pelos governo federal e estadual. De acordo com dados da Secretaria da Fazenda, os contribuintes (munícipes e empresas) com impostos em atraso devem hoje um total de R$ 946.499.273,10. Desse montante, R$ 500.426.559,11, é imobiliário (IPTU, multas e outros). Outra parte, R$ 387.473.899,36, é mobiliário, advindos do ISS, taxas, multas e outros. Além disso, R$ 58.598.814,63, são provenientes de pessoa, com multas e outros. Caiado disse que a prefeitura ainda não tem uma expectativa no valor de recebimento, caso a proposta seja aprovada na Câmara e colocada em prática. Segundo ele, o município gostaria de receber entre R$ 100 a 200 milhões com o pagamento à vista, com os descontos propostos pelo projeto de lei, porém afirmou que esta situação dificilmente vai acontecer. Ele acredita que as dificuldades econômicas que empresas e famílias estão passando é o principal fator para que os pagamentos à vista, com maiores isenções de multas e juros, não se tornem reais. “Nosso objetivo é que a pessoa saiba o que está devendo, reconheça o que está devendo e parcele”, explicou. Ele ainda explicou que tanto o contribuinte, como a prefeitura e até o Judiciário irão ganhar com o parcelamento das dívidas. Caiado explicou que muitas ação são judicializadas pela prefeitura em relação ao contribuinte devedor, situação que gera custo para todos os lados envolvidos. “Quando a gente vai fazer a execução de uma dívida ativa, você coloca na Vara da Fazenda Pública um número grande de processos. Muitas vezes são processos de pequeno valor e se você der uma chance, a pessoa paga. Se a gente, poder público, conseguir resolver suas dívidas, seus problemas, sem levar o judiciário, sem judicializar a causa, todos ganham”.

Renúncia fiscal

Em 2011, o ex-prefeito Vitor Lippi apresentou projeto de lei para instituir no município o programa Pague Fácil. A proposta previa a redução de 100% da multa e de até 40% das taxas de juros, preservando o valor monetário do crédito tributário original. O pagamento poderia ser feito em até dez parcelas. O projeto não passou na Câmara e recebeu críticas de vários vereadores. Um deles, o vereador José Crespo, disse na época que a anistia para quem estava em atraso era uma ofensa aos mais humildes que pagam os impostos em dia.

O secretário da Fazenda disse que não conhecia a proposta anterior, já que não estava na prefeitura naquela época. Sobre o atual Programa de Parcelamento Incentivado (PPI), ele disse que a medida não é uma renúncia fiscal, já que a proposta não abre mão do principal ou da correção principal, excluindo apenas as multas por pagamento em atraso. “Não estamos abrindo mão do principal. Estamos fazendo isto em função de sabermos que pessoas e empresas às vezes tem dificuldade e dai com o dinheiro de multa fica muito alto.” Caiado afirmou ainda que a Lei Complementar 101, Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), é quem decide o que é renúncia fiscal ou não. De acordo com ele, a proposta de Pannunzio segue o que diz o texto da lei, nos moldes apresentados diversas vezes pelos governos federal, estadual e da prefeitura de Campinas. “Não tem problema nenhum de apresentar um programa de refinanciamento ou parcelamento da dívida. Uns chamam de Refis e outros de parcelamento. Eu interpreto a lei de acordo com o que está escrito nela e posso garantir que não é renúncia.”

Fonte: Jornal Cruzeiro do Sul

por admin

Secretário evita falar sobre inoperância da Dise e GAS

Secretário Fernando Grella Vieira inaugurou Gabinete Metropolitano de Gestão Estratégica

O secretário de Segurança Pública do Estado de São Paulo, Fernando Grella Vieira, declarou ontem que concurso em andamento permitirá preencher “claros” dentro da estrutura da Polícia Civil nos próximos dois anos, mas não explicou se é esse o motivo da Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes (Dise), e o Grupo Antissequestro (GAS), estarem inoperantes desde meados do ano passado. O questionamento sobre a falta de ações efetivas pelas duas unidades especializadas, das quais a segunda inclusive foi desmembrada desde o fechamento de sua sede, no Jardim Paulistano, com a pulverização de seus integrantes para outras delegacias da cidade, foi feito ontem pela manhã no Parque Tecnológico de Sorocaba, pouco antes da celebração da instalação do Gabinete Metropolitano de Gestão Estratégica de Segurança Pública (Gamesp), da Região Metropolitana de Sorocaba (RMS).

Durante uma rápida coletiva minutos antes de iniciar a solenidade marcada para às 10h, o secretário Fernando Grella não explicou o porquê da Dise não mais atuar diretamente no combate ao tráfico de entorpecentes por meio de operações que normalmente resultavam em desmantelamento de grandes quadrilhas, e nem o motivo que levou a administração local da Polícia Civil a fechar a sede do GAS e distribuir seus integrantes entre algumas delegacias da cidade. Os dois delegados que atuavam no Grupo, Wilson Negrão, que era o titular, e Rodrigo Ayres, estão hoje, respectivamente, no 2º Distrito Policial e Delegacia de Investigações Gerais (DIG). A Dise permanece na sede no Jardim América, mas o último caso de repercussão noticiado pelo Cruzeiro do Sul foi em agosto de 2013, quando a Dise encerrou a investigação de um grande esquema de tráfico de drogas no interior do Estado, com ramificação no Mato Grosso do Sul.

O secretário Grella destacou que o Departamento de Polícia Judiciária do Interior (Deinter-7), é o que tem, no Estado, o melhor desempenho em esclarecimentos, não citando porém o combate ao tráfico, que é a demanda da Dise. “A Regional de Sorocaba tem um excelente desempenho; nós temos acompanhado os trabalhos aqui e ela tem um percentual de esclarecimento de crimes elevadíssimo, tanto de homicídio quanto de sequestro, caixas eletrônicos. É um percentual dos mais altos do Estado”, disse o secretário. O titular da pasta de Segurança Pública sugeriu também haver a falta de recursos humanos, ao dizer que concurso em andamento vai permitir o preenchimento de vagas em todas as unidades da Polícia Civil nos próximos dois anos. “Tem uma parte dos concursos que estará sendo concluído no semestre que vem, mas posso assegurar que, de todos os Departamentos do Interior, o de Sorocaba tem os melhores desempenhos em termos de sequestros, homicídios e inclusive de caixas eletrônicos”, disse, sem se referir ao tráfico de drogas, que é de competência da Dise. Logo após a resposta, o secretário foi rapidamente retirado da coletiva por seus assessores.

Em setembro, ao ser questionado pelo Cruzeiro sobre a inoperância da Dise, o delegado seccional Marcelo Carriel respondeu, por escrito, que o trabalho de investigação relativo ao tráfico de drogas, de forma em geral, é desenvolvido pelos distritos policiais, sendo cumpridos diversos mandados de busca e apreensão todos os meses, que resultam em inúmeras prisões em flagrante. O delegado seccional acrescentou que a Dise em Sorocaba é responsável pela conclusão de, em média, cinquenta inquéritos policiais por mês, encaminhando ao Poder Judiciário. “A delegacia de entorpecentes realizou, no ano de 2013, como exemplo, o fechamento de um laboratório de cocaína, que abastecia regiões de Sorocaba”, informou a delegacia seccional, também sobre um caso concluído há mais de um ano. O pedido de entrevista foi feito via Secretaria Estadual de Segurança Pública de São Paulo, quando o tenente-coronel Marcos Antonio Ramos, comandante do 7º Batalhão da Polícia Militar do Interior (BPM/I), declarou em reportagem sobre minicracolândias em Sorocaba, que a responsabilidade de prender traficantes é das polícias Civil e Federal.

Aumento da criminalidade

Apesar da estatística divulgada anteontem pela Secretaria de Segurança Pública apontar um aumento de 35,18% nos casos de homicídios dolosos, e de 14,36% nos roubos de carros, entre janeiro a outubro deste ano em comparação com o mesmo período do ano passado, o secretário Fernando Grella disse que o aumento da criminalidade na cidade é pontual.

De acordo com ele, o aumento ocorreu na cidade de Sorocaba, mas que no cômputo geral do Deinter-7 isso não ocorreu. Segundo ele, na região houve redução de todos indicadores, com exceção de roubos. Ele ponderou no entanto que roubos implicam aspecto nacional: “Estamos passando por um momento nacional de aumento de roubos, mas um dado que tem que ser considerado é o registro de ocorrência através da internet, que pode ser feito desde dezembro de 2012. Pode ter havido aumento? Pode. Isto é uma realidade, e o Brasil todo teve aumento de roubos”. Grella acrescentou ainda que o anuário do Fórum Brasileiro de Segurança, divulgado neste mês, conta que 22 dos 27 Estados tiveram aumento de roubos. Os números divulgados pela SSP mostram que nesses primeiros dez meses foram registradas 73 homicídios dolosos com 90 mortes, enquanto que no mesmo período do ano passado foram 54 homicídios dolosos com 56 vítimas. Entre janeiro a outubro deste ano foram registrados 820 roubos de carros, e no ano anterior, 717.

Fonte: Jornal Cruzeiro do Sul

por admin

Saae começa a multar por desperdício

Aplicada em casos de reincidência, penalidade é prevista em lei desde 2005

O desperdício de água em Sorocaba pode, a partir de agora, render multa de R$ 468 e suspensão do abastecimento nos imóveis. De acordo com o Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae), a medida é válida em casos de reincidência e estão sujeitos às sanções os moradores que forem flagrados em atos como lavagem de calçada, rua ou veículo com a mangueira. Apesar de prevista em lei desde 2005, a penalidade começou a ser aplicada no mês passado, devido à estiagem e à crise hídrica enfrentada por todo o Estado de São Paulo. Desde então, informa a autarquia, foram recebidas 313 denúncias, das quais 175 já foram averiguadas e notificadas. Uma delas, referente a um estabelecimento comercial, resultará em multa. O decreto de 2005, que regulamenta o funcionamento do Saae, determina que fica passível de multa ou supressão, além da cobrança dos prejuízos causados, “aquele que usar indevidamente a água, provocando desperdício”. A autarquia esclarece que a ação passou a ser aplicada em outubro por solicitação da própria população, que cobrava meios para coibir atos de desperdício de água. Em agosto, no entanto, o Saae já havia demonstrado a intenção de iniciar a aplicação de multas aos consumidores que excedessem o consumo. A possibilidade era cogitada caso as campanhas de conscientização – lançadas naquela ocasião – não surtissem o efeito. As multas são equivalentes ao valor do consumo de 400 metros cúbicos de água, que no caso da categoria residencial equivale a R$ 468,00. Os pontos de desperdício são identificados por meio de denúncias da população e pelo trabalho de conscientização, realizado nas ruas pelas equipes de educação ambiental do Saae desde o mês passado. As situações que resultam nas sanções, afirma a autarquia, são aquelas visíveis e possíveis de serem flagradas tanto por vizinhos como pelos agentes. “As equipes não estão adentrando as residências para verificarem se as pessoas estão desperdiçando ou não”, ressalta a autarquia. A ação vem sendo desenvolvida em diversos bairros.

Segundo o Saae, diariamente são recebidas dezenas de denúncias de desperdício de água e, nesses casos, os agentes se dirigem aos endereços e notificam os moradores. “Também é entregue um folheto educativo, solicitando a colaboração para que a cidade continue sendo abastecida normalmente”, explica a autarquia. A aplicação da multa acontece em caso o desperdício seja constatado novamente depois da notificação. Aproveitando a visita, informa, os agentes percorrem o bairro e sempre que um flagrante de desperdício é registrado, a abordagem também é feita. As denúncias podem ser feitas por qualquer munícipe pelos telefones 0800 770 11 95 (ligação gratuita) e 3224.5800, além do atendimento on-line pelo endereço eletrônico fale@saaesorocaba.sp.gov.br.

Fonte: Jornal Cruzeiro do Sul
por admin

Flagrantes de tráfico de drogas levam cinco acusados à prisão

Carro que era conduzido por acusado de tráfico bateu em árvore após perseguição policial

Acusação de tráfico de entorpecentes levou cinco pessoas para o Centro de Detenção Provisória (CDP), na tarde desta segunda. Todas as ocorrências foram apresentadas no Plantão Norte, e resultaram na apreensão de aproximadamente mil porções de crack, três porções a granel de cocaína, e seis tabletes de maconha. No primeiro caso, no período da manhã, policiais da Força Tática patrulhavam pelo bairro Vitória Régia 2, e avistaram o Chevrolet Meriva, cujo motorista, depois identificado como Silas Vieira da Silva, o Silão, de 22 anos, fugiu em alta velocidade após avistar a viatura. Após cerca de 20 minutos de perseguição, Silas bateu com o carro numa árvore da praça principal do bairro, na rua José Martins Perez. Douglas Oliveira de Souza, o Douglinha, de 18 anos, acompanhava Silas no carro e ambos foram autuados em flagrante pelo delegado Luiz Antônio Lara. Dentro do veículo foram apreendidos 164 frasconetes com cocaína, 243 com crack, e mais uma porção a granel de cocaína. Outras duas porções a granel de cocaína foram apreendidas em poder de cada um dos acusados. Apesar de a Polícia Militar informar que Silas seria um dos envolvidos no assassinato do fuzileiro naval Dilson Pinto Marcílio, 29 anos, e da adolescente Liz Marina dos Santos, 13 anos, em março de 2010, no Alto da Boa Vista, após deixarem uma boate, o seu advogado, Marcos Aparecido Simões, informou que seu irmão, Isaías Vieira da Silva, o Jiló, é que era apontado como suspeito naquele caso. Isaías foi morto na Bahia em 2011.

Mais casos

Ainda na tarde desta segunda, por volta das 16h, outra equipe da Força Tática fazia patrulhamento pelo bairro Recreio do Sorocabano, quando avistou um Fiat Uno branco ocupado por duas pessoas, e cujo condutor saiu em alta velocidade em direção ao Parque São Bento. Naquele bairro, o carro foi lançado sobre um morro, atingindo o portão de uma casa. Os ocupantes, André Alberto dos Santos, de 20 anos, e Rafael Felipe de Santis, 19 anos, abandonaram o carro e fugiram a pé. André foi detido no meio de um matagal, e Rafael detido agachado no corredor de uma casa, onde tentava se esconder. No assoalho do carro estavam aproximadamente 200 porções de crack e seis tabletes de maconha. Por volta das 15h30, uma equipe da Romu deteve Paulo Roberto de Moura, 25 anos, vulgo Nenê, na rua Antônio Scudeler Sobrinho, no Jardim Santa Cecília. O local já seria conhecido como ponto de tráfico, e o acusado teria saído correndo e dispensado no chão uma sacola com aproximadamente 600 porções de crack distribuídas em dezenas de saquinhos plásticos. Ele foi detido logo depois.

Fonte: Jornal Cruzeiro do Sul

25 de novembro de 2014 por admin

Índice de meninas grávidas chega a 6,5%

O fator mais agravante é a falta de planejamento da gestação

Um total de 3.280 adolescentes sorocabanas se tornaram mães em 2013, segundo dados da Vigilância Epidemiológica de Sorocaba (VES). O número revela que, das 50.613 moradoras da cidade com idade entre 10 e 19 anos – faixa etária considerada como a da adolescência para a Organização Mundial de Saúde (OMS) – no ano passado, 6,48% se depararam com a maternidade. O índice já é o maior em cinco anos, considerando as informações da Secretaria de Saúde (SES) para os anos 2009 (5,87%), 2010 (5,98%), 2011 (5,9%) e 2012 (5,71%). A estimativa da população é do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O aumento, que indica que a iniciação sexual acontece cada vez mais cedo entre as meninas, mostra ainda que a gestação precoce requer cuidados específicos, tanto do ponto de vista médico quanto do psicológico. “Ser mãe é um evento muito intenso na vida da mulher, ainda mais na adolescência, quando a jovem passa por transformações físicas e emocionais”, aponta a psicóloga e professora da Universidade de Sorocaba (Uniso), Walquíria Ramires Miguel.

O fator mais agravante da gravidez na adolescência é a falta de planejamento dessa gestação. O ginecologista e professor da Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde da Pontifícia Universidade Católica (PUC) de Sorocaba, Luiz Ferraz de Sampaio Neto, afirma que é comum entre as adolescentes o início tardio do pré-natal. “Isso ocorre porque muitas delas evitam contar aos pais que estão grávidas”, cita. Para ele, embora os problemas médicos não sejam tão frequentes, o impacto sócio-emocional é muito grande nesses casos. “Nessa fase, há maiores índices de aborto provocado e depressão pós-parto”, exemplifica. O relatório “Situação da População Mundial 2013″, do Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA), revela, inclusive, que diariamente cerca de 20 mil meninas com menos de 18 anos dão à luz nos países em desenvolvimento. O número representa 95% do total mundial. Além disso, desse universo, 50% dos partos entre adolescentes se concentram em sete países, incluindo o Brasil.

Na avaliação de Walquíria, o apoio psicológico, seja da própria família ou de programas municipais ou filantrópicos, é fundamental para que a menina assuma emocionalmente o fato de que ela se tornou mãe. Como se trata de um período de formação de identidade, explica, culturalmente não são atribuídas responsabilidades a esses indivíduos, o que pode dificultar a aceitação da gravidez. “A jovem precisa entender que está se transformando de menina para mãe”, afirma.

Vida sexual

Os valores de cada indivíduo também são essenciais nesse processo, já que, conforme a psicóloga Walquíria Ramires Miguel, “o fator gravidez traz à tona a manifestação da sexualidade desses adolescentes”. “Os estudos apontam que as meninas estão iniciando sua vida sexual cada vez mais cedo”, acrescenta o ginecologista Luiz Ferraz. Segundo ele, a prática de relações sexuais nessa fase requer cuidados específicos, porém não é possível estabelecer uma idade ideal para que as jovens percam a virgindade. “Do ponto de vista biológico, em média depois de três anos de vida menstrual o corpo da mulher já está pronto para transar e para engravidar. Resta saber se é oportuno ter uma gestação aos 16 anos e se essa adolescente terá a responsabilidade de se proteger das Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs)”, pondera. Dentre os métodos de proteção mais indicados, o ginecologista revela que o consenso é pelo uso combinado do preservativo e de contraceptivos hormonais. “A união desses dois mecanismos assegura maior eficácia na prevenção de uma gravidez indesejada”, lembra, ressaltando que o mais importante, acima de tudo, é uma orientação adequada aos jovens. “A adolescente precisa ter discernimento para se proteger dos efeitos colaterais do sexo”, finaliza.

Fonte: Jornal Cruzeiro do Sul

29 de outubro de 2014 por admin

Derrotado no País, Aécio vence de novo em Sorocaba

Aécio Neves neste domingo

Por 226.018 votos (66,7% do total) a 112.738 (33,28%) Sorocaba deu, mais uma vez, vitória ao candidato do PSDB, Aécio Neves. No primeiro turno o tucano havia vencido pela margem de 59,75% contra 13,63% dos votos de Dilma, que havia ficado em terceiro, atrás da então candidata Marina Silva (PSB), que obteve 20,57%. O índice de abstenção na cidade aumentou: ficou em 17,8% contra os 16,9% registrados no começo do mês. Na prática, portanto, 79,6 mil pessoas deixaram de comparecer às urnas no município. Os votos brancos somaram 7.205 e os nulos, 20.532. Mais uma vez Aécio Neves venceu nas seis zonas eleitorais de Sorocaba e, com isso, reeditou o resultado do primeiro turno. O trabalho de totalização dos votos levou cerca de duas horas, sendo concluído às 19h, dentro da estimativa da Justiça Eleitoral de Sorocaba. O processo de transmissão dos cartórios eleitorais de Sorocaba para o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) de cada um dos 1.216 pen-drives que estavam instalados nas urnas eletrônicas levou, em média, sete segundos. O primeiro pen-drive chegou à sede dos seis cartórios eleitorais às 17h06, e veio de uma seção do Colégio Salesiano.

Região Central, Campolim e Cerrado foram as que mais votaram no Tucano

Segundo apurado junto aos respectivos cartórios, o candidato do PSDB, Aécio Neves, obteve, na 137ª ZE, onde estão alistados os eleitores da região central, do Campolim e parte do Cerrado, 32.791 votos, contra 8.734 da petista. Ou seja, 78,97% contra 21,03%.
Na 343.ª ZE, onde estão concentrados os bairros Santa Rosália, Vila Santana, Brasilândia, Vila Melges e Nova Sorocaba, Aécio venceu com 39.098 votos, ante os 17.788 obtidos por Dilma. Na 356.ª ZE, onde estão concentrados quase 40 mil eleitores que residem nos bairros Trujillo, Vila Barão, Vila Helena e Vila Angélica, o tucano venceu por uma diferença de 9.641 votos. Foram 24.151 de Aécio contra 14.510 de Dilma.

Na região da Zona Oeste, onde estão localizados os bairros Júlio de Mesquita Filho, Wanel Ville, Piazza Di Roma e Jardim São Paulo, o tucano obteve votação expressiva ao registrar 44.530 (69,20%) contra 19.819 (30,80%) de Dilma Rousseff, uma diferença de 24.711 votos. O mesmo ocorreu na zona Leste da cidade, onde estão os bairros Vila Hortência, Zacarias, Colorau, Barcelona, Vila Haro e Bairro dos Morros, onde Aécio teve 41.769 (69,25%) votos ante os 18.549 (30,75%) obtidos por Dilma. Na zona eleitoral 357ª, que concentra os bairros da zona norte, além de Cajuru e Éden, onde estão localizados mais de 77 mil eleitores, Aécio recebeu 43.679 votos contra 33.338 de Dilma. Ou seja, a exemplo do que ocorreu no primeiro turno, também no segundo o tucano venceu também junto às faixas mais carentes do eleitorado.

Dirigentes: PT e PSDB

O presidente do PT em Sorocaba, Izídio de Brito, em meio a comemoração, na sede do Sindicato dos Metalúrgicos, após agradecer a militância, inclusive de siglas aliadas, comentou sobre os resultados em Sorocaba, onde a petista teve metade do total de votos obtidos pelo tucano. “Vejo que a população (de Sorocaba) precisa entender um pouco mais as classes políticas, sobretudo o PT. Sorocaba teve crescimento forte, aumento da atividade econômica, geração de renda… E, esse crescimento de oportunidades está ligada ao governo federal, ao PT. A população de Sorocaba não entendeu bem isso. Mas vamos respeitar os votos”, ressaltou e completou: “Houve intensos ataques sem fundamentos à nossa candidata, sobretudo da imprensa. Agora, vencemos e isso que é o importante. Espero que nesses próximos quatro anos reformas importantes que não conseguimos fazer agora sejam feitas. É preciso combater a corrupção, fazer a reforma eleitoral…” Já a presidente do PSDB em Sorocaba, Maria Lúcia Amary, limitou-se a ressaltar que deseja que a nova presidente tenha sucesso frente a administração do País. Segundo ela, foi uma das eleições mais acirradas e que se confirmou com os resultados. “Um número pequeno de Estados acabou definindo a eleição, principalmente localizados no Norte e Nordeste, onde o atual governo mantém programas assistencialistas e os eleitores que estão na faixa de extrema pobreza estavam com medo de perder tais benefícios, o que não era verdade. Em Sorocaba ficou comprovado que os eleitores aprovam a gestão do PSDB. Aécio venceu; Alckmin no primeiro turno ao governo do Estado e, tanto eu quando Lippi fomos eleitos para a Assembleia e à Câmara dos Deputados”, disse.

Candidato vence nas 26 cidades da Região Metropolitana

O candidato do PSDB à Presidência, Aécio Neves, venceu nas 26 cidades da Região Metropolitana de Sorocaba (RMS), cujo eleitorado apto ao voto soma 1,3 milhão de pessoas. O maior percentual obtido pelo tucano foi na cidade de Cesário Lange, onde Aécio conquistou 83,23% dos votos ante 16,77% da petista Dilma Rousseff. No primeiro turno Aécio havia vencido em 25 das 26 cidades, sendo que Marina Silva venceu em Araçariguama. De acordo com dados divulgados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em Itu, por exemplo, dos 93.473 eleitores que foram às urnas, 64.888 votaram em Aécio, o equivalente a 74,30%, enquanto que Dilma (PT) teve 22.450 votos (22,35%).

Em Votorantim, os 68.770 eleitores que votaram elegeram com 58,73% Aécio Neves; Dilma ficou com 41,27%. Foram 37.489 votos para o tucano contra 26.345 para a petista. Em Tietê, os 22.509 eleitores elegeram Aécio com 81,02% dos votos contra 18,98% para Dilma. Em Araçariguama, Aécio venceu com 62,75% contra 37,25% obtidos por Dilma – foram às urnas 10.696 eleitores. Em Cerquilho, Aécio Neves também obteve votação expressiva. Conquistou 81,96%, o equivalente a 19.286 votos, contra 18,04% de Dilma Rousseff, o que resultou em 4.245 votos. Situação semelhante também foi registrada em Tatuí, onde Aécio Neves teve 78,94% dos votos dos 63.796 eleitores que compareceram às urnas. A candidata petista reeleita obteve 21,06%, 21.529 votos. A apuração na maior parte das cidades da RMS terminou por volta das 20h.

Fonte: Jornal Cruzeiro do Sul

27 de outubro de 2014 por admin

Comemoração de um lado, frustração de outro

Militantes comemoraram na sede do Sindicato dos Metalúrgicos

De um lado, no Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba, a comemoração e a festa pela reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT). Do outro, no comitê de campanha do deputado federal eleito Vitor Lippi, a frustração pela derrota do candidato Aécio Neves (PSDB). Dos dois lados, em Sorocaba, acusações e ataques. Tão logo o resultado da reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT) foi dada como certa, perto das 20h30, o clima de frustração tomou conta do comitê de campanha do deputado federal eleito Vitor Lippi, localizado entre a rua Martinica e avenida Caribe, na região do Campolim. O local serviu de reduto para que os correligionários tucanos acompanhassem a apuração dos votos, entre eles, o ex-prefeito Lippi, o prefeito Antonio Carlos Pannunzio e a deputada estadual Maria Lúcia Amary.

Lippi deixou o local, acompanhado da esposa Denise Lippi e o filho, às 20h41. Lippi, que fará parte da oposição da presidente Dilma Rousseff, a partir de janeiro do ano que vem, criticou a postura do PT durante a campanha eleitoral, classificando-a como difamatória, caluniosa e mentirosa. “Nós só não conseguimos chegar, porque faltou um pouco de limite para a eleição. A gente sempre imagina que tudo na vida que você vai disputar tem regras e infelizmente o PT não tem respeitado essas regras. Eles trabalham difamando, criando medo na população, criando calúnias e mentiras e insegurança na população dizendo que vai acabar isto e aquilo.”

mamis

No diretório do PSDB, o deputado eleito Vitor Lippi, acompanhou a apuração com correligionários

Ele acrescentou que várias reuniões da bancada do PSDB na Câmara dos Deputados devem ocorrer para traçar os cenários do futuro. “Minha expectativa se o Aécio fosse eleito, eu iria atuar como um grande colaborador, que é meu perfil. No entanto, com a vitória do PT, o cenário muda e vamos conversar com o partido. Obviamente que o PSDB deverá ser oposição, só que uma oposição responsável.”
Lippi ainda citou que o governo Dilma Rousseff foi recordista em escândalos e corrupção, com os indicadores econômicos piores do mundo. O presidente do diretório municipal do PT, o vereador Izídio de Brito, chegou à sede do Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba, localizada na região central de Sorocaba, perto das 21h. Ele disse que esperava uma margem maior em favor de Dilma Rousseff, entre 6% a 8%. “Tratando-se de Brasil, foi o melhor projeto que venceu a eleição.”

Izídio de Brito acredita que o resultado da eleição mostra que mudanças precisam ser feitas no segundo mandato, porém acrescentou que as calúnias durante a campanha também contribuíram para o resultado apertado da eleição. O petista rebateu o deputado federal eleito, Vitor Lippi, ao relembrá-lo que diversos secretários forem presos em seu mandato como prefeito de Sorocaba, citando os casos da Operação Pandora e Hipócrates (envolvendo o Conjunto Hospitalar de Sorocaba -CHS).

Fonte: Jornal Cruzeiro do Sul

por admin

Polícia Civil desarticula quadrilha acusada de explosões e furtos de caixas eletrônicos

Ronaldo Rodrigues da Silva, o Nestlé, era líder do bando

A Polícia Civil desarticulou uma organização criminosa responsável por furtos e roubos de caixas eletrônicos na região de Sorocaba. O delegado José Humberto Urban Filho, titular da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), informou que o grupo praticou pelo menos três ações neste ano: uma na agência bancária de Brigadeiro Tobias, outra em um posto de combustíveis no bairro Barcelona e uma terceira em Cabreúva, cidade distante aproximadamente 60 quilômetros de Sorocaba.

cx
Agência do Bradesco em Brigadeiro Tobias foi alvo de explosões

Nove pessoas já estão presas – três delas no Centro de Detenção Provisória (CDP) de Pinheiros, em São Paulo, e seis no CDP de Aparecidinha. Todas elas moravam em Sorocaba, na região próxima ao bairro de Brigadeiro Tobias. Segundo Urban Filho, os detidos serão enquadrados na lei do crime organizado e não está descartada a possibilidade de os criminosos terem participado de outras ações na cidade. O organograma da organização criminosa foi apresentado ontem na sede da DIG, em Sorocaba. O setor de inteligência da Polícia Civil iniciou a investigação há cinco meses e chegou ao líder da quadrilha. Trata-se de Ronaldo Rodrigues da Silva, 31 anos, conhecido como Nestlé, até então sem antecedentes criminais.

As primeiras três prisões ocorreram em 2 de outubro, em Sorocaba, após um trabalho conjunto entre o Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) de São Paulo e a DIG. Foram detidos Renan Paixão de Lima, 18, Marcos Cavalari, 33 e Leonardo Elias dos Santos, 21, conhecido como Queimado. O trio morava na região dos bairros Vila Sabiá, João Romão e Zacarias, à margem da rodovia Raposo Tavares (SP-270), e confessou ter participado em 1º de outubro da tentativa de furto do caixa eletrônico de Brigadeiro Tobias. As demais seis prisões foram realizadas em 8 de outubro. Além de Nestlé, André Roberto Moreira, 49, Murilo Abreu, 18, Válter Catapani, 32, Antonio Carlos Silva de Araújo, 33, Washington Machado Silva, 22 acabaram detidos após tentarem furtar uma veículo em Piedade.

De acordo com Urban Filho, Nestlé era o responsável pelo alistamento do grupo para a prática das ações em caixas eletrônicos. “E passava as orientações a respeito de como seria a dinâmica da ação criminosa, além de repassar os explosivos e armas”, conta. Os caixas eletrônicos têm sido alvos frequentes dos bandidos na região de Sorocaba. Tanto que, somente neste ano, a agência bancária de Brigadeiro Tobias foi explodida quatro vezes. As primeiras ocorreram em 19 de abril, 31 de maio e 20 de agosto. A última foi registrada em 1º de outubro, quando os ladrões realizaram duas explosões por volta das 3h20 da madrugada. O interior do imóvel ficou todo destruído e a fachada praticamente desapareceu. Segundo a Polícia, não houve a subtração de dinheiro.

Fonte: Jornal Cruzeiro do Sul

22 de outubro de 2014 por admin

Paciente surta e ataca médica do Samu

A médica do Samu mostra uniforme rasgado durante a investida do paciente

Um caso inusitado aconteceu na manhã de ontem na Santa Casa de Sorocaba, quando um paciente internado por problemas pulmonares, atacou uma médica do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), um técnico em enfermagem e outro cidadão que recebia atendimento na unidade hospitalar. O agressor, identificado como Luiz Carlos Alves, que utilizou uma tesoura cirúrgica para atacar as vítimas, foi autuado em flagrante por tripla tentativa de homicídio. O surto do paciente teria ocorrido por volta das 9h30, quando a médica do Samu chegou ao setor de emergência, acompanhando uma pessoa para atendimento com um cardiologista. Neste instante, Alves teria investido contra o técnico de enfermagem. “Com a tesoura em punho, ele conseguiu derrubar o enfermeiro no chão. Para não ser ferido, o técnico de enfermagem se escondeu atrás de uma das camas da unidade para se defender”, relatou a médica na delegacia.

Na sequência, o acusado teria partido para cima da profissional do Samu, que entrou na sala de “expurgo” do hospital. “Não adiantou. Ele veio em minha direção e tentou me atingir na altura do peito com a tesoura”, lembra a médica. Os dois entraram em luta corporal e a vítima se protegeu segurando os braços do paciente surtado. “Eu prendi o braço direito dele, que estava segurando a tesoura. Mesmo assim, com a mão esquerda, ele começou a puxar meu cabelo”, afirma a vítima. A investida do paciente, diz a médica, durou aproximadamente quatro minutos. Durou até que um outro médico da Santa Casa, com apoio de outros funcionários, conseguiram imobilizar Luiz Alves, que foi amarrado em uma das camas até que a polícia chegasse ao local para atender a ocorrência.

“Antes e depois da chegada da polícia, ele repetiu várias vezes que queria me matar. Foi horrível”, complementa a médica, que passou por exame de corpo de delito. Por fim, a profissional de saúde disse aos policiais que soube posteriormente à ocorrência, que Luiz Alves encontrava-se internado na Santa Casa por problemas pulmonares e que durante a madrugada ele teria tentado agredir outros funcionários do setor, o que teria motivado a ordem de mantê-lo amarrado na cama, o que pode ter contribuído para deixar o rapaz ainda mais agressivo.

Fonte: Jornal Cruzeiro do Sul

por admin
Av Eugênio Bernardi, 534 • Parque Bela Vista • Votorantim - SP
15 3243.3540
Simdigital Criação de Sites