Site oficial Antena 1 Sorocaba:
Rádio Online, Notícias de Sorocaba e muito mais.

Sisu oferece 620 vagas em Sorocaba

As inscrições ao Sistema de Seleção Unificada (Sisu) começam no dia 19, próxima segunda-feira, e se encerram na quinta-feira da mesma semana (22). Em Sorocaba são oferecidas 620 vagas para os cursos de administração, ciência da computação, ciências biológicas, econômicas, engenharia de produção, engenharia florestal, física, geografia, matemática, pedagogia, química e turismo. Todas as vagas são do campus da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) na cidade. Podem se inscrever no Sisu os candidatos que fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2014 e que tenham obtido nota acima de zero na redação. A inscrição deve ser realizada com o número de inscrição e a senha no Enem 2014. Caso o candidato não se lembre de seu número de inscrição ou de sua senha, deverá recuperá-los no site do exame. O portal para a inscrição no Sisu ficará disponível aos candidatos até as 23h59 do dia 22 de janeiro, considerando-se o horário oficial de Brasília. Nos dias de inscrição, o sistema estará aberto durante todo o dia, de forma ininterrupta, no portal http://sisu.mec.gov.br .

É necessário, no entanto, que ao fazer sua inscrição, o candidato fique muito atento aos documentos exigidos pelas instituições para a efetivação da matrícula, em caso de aprovação. Esta informação estará disponível no sistema, no momento de sua inscrição. É permitido ao candidato, durante o período de inscrição, modificar suas opções quantas vezes julgar conveniente. Será considerada válida a última inscrição confirmada. Ao finalizar a inscrição, o sistema possibilita ao candidato imprimir seu comprovante.

Os critérios para o desempate, caso haja notas iguais durante o processo seletivo, serão a nota obtida pelos candidatos na redação, nas provas de linguagens; códigos e suas tecnologias; matemática e suas tecnologias; ciências da natureza e ciências humanas. A avaliação seguirá esta ordem para o desempate. O Sisu realiza dois processos seletivos por ano: um no início do primeiro semestre e outro no início do segundo semestre. O resultado da seleção poderá ser consulta do no boletim do candidato, na página do Sisu, nas instituições participantes e na Central de Atendimento do MEC, por meio do telefone 0800-616161.

Fonte: Jornal Cruzeiro do Sul

15 de janeiro de 2015 por admin

Redemocratização do país completa três décadas hoje

Ex-prefeito Paulo Mendes

Um acontecimento de grande destaque da história do Brasil completa trinta anos hoje: a eleição indireta, pela via do Colégio Eleitoral, que confirmou o nome do político mineiro Tancredo Neves para a Presidência da República. Era o dia 15 de janeiro de 1985. A eleição foi um passo importante para o início da Nova República, que marcou a transição entre o período de 21 anos de ditadura militar e a consolidação do regime democrático e de estado de direito vigente até hoje. Os partidários de Tancredo comemoraram a vitória no plenário do Congresso Nacional, com direito a papel picado e muita festa. Um ex-prefeito de Sorocaba, Thedororo Mendes, era deputado federal pelo PMDB e participou da eleição votando em Tancredo. Caravanas e personalidades de todo o país estiveram em Brasília. O ex-prefeito Paulo Mendes, que também esteve na capital federal naquele dia, lembra que o grupo de Sorocaba, além dele, também tinha o então prefeito Flávio Chaves, o empresário Benedicto Pagliato e o radialista José Desidério. Paulo era chefe de gabinete de Flávio e presidente do diretório municipal do PMDB.

Nem mesmo a mais original obra de ficção poderia imaginar o que aconteceria na posse de Tancredo, marcada para 15 de março. O fato é que os acontecimentos eram reais e tinham tudo a ver com os rumos que o Brasil iria tomar num momento de anseios da sociedade brasileira por liberdades e garantias de direitos civis, políticos e sociais. E Tancredo representava o projeto político que prometia atender esses anseios. No Colégio Eleitoral, Tancredo assumiu o compromisso de que aquela seria a última vez que uma eleição indireta confirmaria um nome para presidente da República. Tinha o plano de trabalhar por emenda constitucional que garantiria a eleição para presidente por meio do voto popular. Menos de um ano antes, em abril de 1984, o Congresso Nacional, após uma campanha dos brasileiros pelas eleições diretas para presidente, havia frustrado esse desejo popular com a rejeição da emenda Dante de Oliveira.

Emenda de Theodoro Mendes

Havia outra proposta de emenda constitucional que, diferentemente de Dante de Oliveira, previa eleições diretas para presidente em dois turnos, e seu autor era o deputado sorocabano Theodoro Mendes. Rejeitada a emenda Dante de Oliveira, o Congresso deveria votar a emenda de Theodoro. Era o ritmo natural. Mas, como recorda Theodoro, o presidente do Congresso na época, senador Moacyr Dalla, não colocou esta emenda em votação com o argumento de que, rejeitada a primeira, a segunda ficava prejudicada. Theodoro obteve parecer da secretaria da Mesa Diretora do Congresso de que a sua emenda estava pronta para ser votada. Reunido com Tancredo e outro político de projeção nacional, Ulysses Guimarães, Theodoro foi ao encontro de Dalla para insistir na necessidade de a sua emenda ser colocada em votação. Não adiantou. Dalla estava comprometido com a solução pela via do Colégio Eleitoral.

Ulysses era um dos líderes do PMDB e havia se destacado na campanha de 1984 pelas eleições diretas para presidente. Theodoro se surpreendeu com a atitude dele de não ter lutado até o fim pela sua emenda e ter se rendido, após frustração com a rejeição da emenda Dante de Oliveira, à opção do Colégio Eleitoral. Em discurso no plenário da Câmara, Theodoro reagiu com um discurso que destacava: “A visão paradisíaca do poder cegou o meu partido.” Ulysses, que estava presente, cumprimentou-o.

O vice entra em cena

No Colégio Eleitoral, Tancredo também assumiu outro compromisso marcante: convocar uma Assembleia Constituinte que teria a tarefa de elaborar a nova Constituição do Brasil. Após a eleição, com a vitória sobre o candidato Paulo Maluf, do PDS, que recebera o apoio do governo do então general João Batista Figueiredo, Tancredo viajou para a Europa. Na véspera da posse, a notícia de que ele estava com problemas de saúde surpreendeu os políticos em Brasília e todos os brasileiros.

Paulo Mendes já estava em Brasília quando ouviu a notícia, divulgada pelo porta-voz de Tancredo, o jornalista Antonio Brito. Theodoro Mendes jantava no restaurante Florentino (famoso por reunir políticos), também em Brasília, com Luiz Eduardo Magalhães, filho do político baiano Antonio Carlos Magalhães, quando o deputado Pacheco Chaves chegou com a novidade. Tancredo estava internado no Hospital de Base de Brasília e não tomaria posse no dia seguinte. A angústia foi geral. O vice de Tancredo, José Sarney, assumiu o cargo de presidente enquanto o titular seguia em tratamento no hospital. Theodoro lembra que Sarney estava “temeroso” porque não sabia como seria a repercussão no Congresso sobre os novos acontecimentos. Apesar das circunstâncias inusitadas, Sarney manteve os dois compromissos principais assumidos por Tancredo, e teve início o período da Nova República.

A doença de Tancredo se agravou. Uma movimentação popular carregada de orações, vigílias e esperanças acompanhou a agonia do presidente eleito pelo Colégio Eleitoral, mas que não pudera tomar posse. Até que em 21 de abril de 1985, um domingo, por volta das 22h30, o jornalista Antonio Brito anunciou na televisão que Tancredo acabava de morrer. A história consolidou Sarney como presidente.

Tempos efervescentes

A Nova República foi além do rótulo de período de transição. Recém-saído de um governo ditatorial, o Brasil tinha uma economia carregada de incertezas. A inflação alta corroía o poder de compra dos salários, os preços disparavam. Sindicatos se organizavam. Greves por recuperação de perdas salariais se espalharam pelo país, atingindo vários segmentos de atividades, dos setores de transportes aos metalúrgicos. No início de 1986, o governo Sarney baixou o Plano Cruzado, marcado por congelamento de preços. Foi o primeiro de uma série de planos com o objetivo de vencer a inflação. O Plano Cruzado ajudou o governo do PMDB a obter expressiva votação nas eleições daquele ano. Em seguida, o plano fracassou e a inflação voltou a castigar os brasileiros. Um plano de sucesso e vitória sobre a inflação só seria conhecido pelos brasileiros em 1994, no governo de Itamar Franco, que tinha Fernando Henrique como ministro da Fazenda.

Em meio a este cenário, o novo Congresso eleito em 1986 compôs a Assembleia Constituinte e começou um período de debates sobre temas de interesse nacional que tinham o objetivo de romper o entulho autoritário do regime de governo anterior, com ênfase para as liberdades e direitos dos cidadãos.

Deputados e senadores se agruparam em comissões temáticas, encarregadas de discutir os assuntos e alinhavar os textos para a composição da Carta Magna. Theodoro Mendes fez parte da Comissão de Sistematização, que tinha a atribuição de sistematizar o texto a partir dos relatórios das outras comissões. Também faziam parte desta Comissão os políticos Mário Covas, Fernando Henrique Cardoso, Geraldo Alckmin, José Serra. No Congresso, Theodoro também foi por duas vezes presidente da Comissão de Justiça, a mais importante do Legislativo, que tinha no grupo os políticos Michel Temer, Ibrahim Abi Ackel, José Genoino, entre outros.

Até que, em 5 de outubro de 1988, o Congresso, em sessão histórica presidida por Ulysses Guimarães, promulgou a nova Constituição Federal, também rotulada de “Constituição Cidadã”. No entender de políticos e professores ouvidos pela reportagem, este foi o principal marco da Nova República.

Importância do Colégio Eleitoral é reconhecida

Políticos e docentes que estudam a sociedade brasileira são unânimes em reconhecer a importância do Colégio Eleitoral que elegeu Tancredo Neves, mesmo que esta via não atendesse o anseio popular da época de eleições diretas para presidente. Na análise da professora Maria do Socorro Souza Braga, do Departamento de Ciência Política da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), houve no país um acordo para que o Colégio Eleitoral tivesse respaldo das forças civis que lideravam os rumos da política. E o acordo previa que um civil assumisse a Presidência da República.

O professor de Sociologia André de Arruda, da Universidade Mackenzie, diz que o principal legado do Colégio Eleitoral foi congregar em torno de Tancredo Neves as forças liberais e “democratizantes”. Esse marco, acrescenta, também determinou a cisão do PDS, o partido apoiado pelo governo militar, e preparou terreno para as mudanças ocorridas durante o mandato do presidente José Sarney e que se concretizaram na Constituição de 1988. “A principal conquista desse período foi a Constituição”, avalia. Para Arruda, o Colégio Eleitoral também foi o momento que demonstrou os anseios nacionais por liberdade política, democrática e de expressão, e de recuperação dos direitos civis. “Essa aliança em torno de Tancredo Neves se expressou como projeto de governo”, complementa.

Maria do Socorro acredita que o período de transição teve vários períodos e começou em 1974, com o PMDB ganhando as eleições para o Senado, embora tenha perdido na Câmara para a Arena, o partido do governo (que depois se converteria em PDS) por pequena diferença. “Etapas importantes para a construção do Brasil que temos hoje”, pondera a professora. Segundo ela, a década de 1980 foi também marcada por toda a recomposição da vida político partidária dos brasileiros: “É ali que tem o ressurgimento dos vários atores sociais e políticos importantes para entender o Brasil de hoje.”

Ex-prefeitos

O ex-prefeito Theodoro Mendes recorda que, na preparação para o Colégio Eleitoral, o PDS projetava a possibilidade de Mário Andreazza, uma liderança do partido, ganhar a eleição indireta para presidente. Outra liderança do PDS, Aureliano Chaves, também pleiteou a indicação. O nome de Paulo Maluf foi efetivado para a disputa. Esta disputa interna, que poderia parecer natural, determinou uma cisão do PDS. A partir da derrota no Colégio Eleitoral, o partido perdeu vários parlamentares, que se transferiram para o PMDB, e depois mudou de nome se constituindo em uma frente liberal, com a sigla PFL (atual DEM).

“Foram trinta anos de plenitude democrática com eleições livres e limpas, legítimas, tanto no âmbito municipal como no estadual e federal”, analisa o ex-prefeito Paulo Mendes. “Não houve qualquer cogitação de quebra institucional por respeito às instituições democráticas.” Esta condição, segundo Paulo, coloca o Brasil “num patamar muito significativo como país democrático”, e acredita que “isso é uma conquista de todos”. E acrescenta: “A gente espera que nunca mais haja algum tipo de golpismo.” Na sua visão, o regime democrático, apesar dos defeitos existentes, “é o que mais expressa os interesses nacionais”.

Fonte: Jornal Cruzeiro do Sul

por admin

Movimento de passageiros na rodoviária de Sorocaba cresce 40%

Aproximadamente 2.500 pessoas circulam diariamente pela rodoviária, mas, por conta do feriado, esse número passou para 3.500

O fluxo de passageiros na rodoviária de Sorocaba aumentou cerca de 40% nestes dias que antecedem o réveillon. Diversos carros extras foram colocados à disposição dos viajantes, que lotaram as plataformas de embarque neste domingo. Segundo Arlindo de Moura Júnior, fiscal de plataforma, aproximadamente 2.500 pessoas circulam diariamente pela rodoviária, mas, por conta do feriado prolongado, esse número passou para 3.500. “Não temos esses dados certinho, essa é uma estimativa”, revelou.
De acordo com o fiscal, os principais destinos procurados pelos sorocabanos são: Santos, São Vicente, Praia Grande, Mongaguá, Ilha Comprida, Campinas, Londrina (PR) e Maringuá (PR). “As empresas aumentaram a frota principalmente para o litoral paulista, para Campinas e para cidades do interior do Paraná”, informou.

Arlindo contou que, normalmente, cinco ônibus saem de Sorocaba com destino ao litoral paulista (Santos, São Vicente, Praia Grande, Mongaguá), mas que este número dobrou por conta da grande procura. Já para Ilha Comprida, em dias normais, há dois horários, porém, para este período, passou para quatro. “Para as cidades do Paraná, no sábado foram colocados quatro carros extras”", afirmou.
O vendedor de passagens de uma empresa de ônibus, Antônio Roberto Camargo, notou o aumento. “Ainda temos lugares para alguns destinos, mas o ideal é comprar antecipadamente, porque, muitas vezes, o horário que a pessoa gostaria não está mais disponível”, avisou.

Transtornos

O promotor de eventos Kelvin Queirós, 21 anos, e a auxiliar administrativa, Jéssica Cordeiro, 21, pretendem comemorar a chegada de 2015 em Florianópolis, mas tiveram transtornos no embarque em Piedade, de onde saíram no sábado à noite. Eles compraram passagens da empresa Transpen, que sairia à meia-noite de sábado da rodoviária de Piedade, mas, segundo eles, a empresa mudou o horário e não os comunicou. “”Fomos orientados a vir para Sorocaba. Chegamos aqui (na rodoviária) às 3h, sendo que os guichês só abrem às 6h. Ficamos esperando até este horário e conseguimos novas passagens, só que o nosso ônibus só sairá agora (por volta das 10h deste domigno). Estamos cansados”, contou Kelvin. “E depois, chegando em Curitiba, vamos pegar um ônibus para Floripa. Mas vai valer a pena”, complementou Jéssica. A auxiliar de enfermagem Vanessa Amaral, 35, escolheu o litoral paulista como destino. “Estou indo com o meu marido, meu filho e mais um sobrinho para São Vicente. Vamos passar dez dias lá. Espero que seja uma viagem tranquila, e sem muito trânsito”, disse ela, que comprou as passagens antecipadamente. A secretária Luma de Oliveira deixou para comprar as passagens neste domingo e não encontrou bilhetes com o horário desejado. “Nós vamos para Campinas. Depois, de lá, sigo para São José do Rio Preto, onde a minha família mora”, explicou.

Fonte: Jornal Cruzeiro do Sul

29 de dezembro de 2014 por admin

Restaurantes e campings são opções para a virada do ano na cidade e região

Restaurantes e campings da região são opções para quem quer curtir o réveillon fora de casa. Mas deve ficar atento: é preciso se programar o quanto antes, pois as vagas estão disputadas e cada vez mais escassas. Nos campings, praticamente não há mais lugares para os chalés e para as pousadas. Existe somente espaço para quem quer acampar e, para isso, é preciso levar a barraca. Para quem pretende ficar longe da cozinha na virada do ano, o jeito é jantar em algum restaurante com programação especial para o réveillon. É o caso da churrascaria Boi na Brasa, que terá música ao vivo, espaço de dança e até queima de fogos. Segundo Marcos Alex Quirino da Silva, funcionário do restaurante, as reservas já estão a todo vapor. O valor cobrado por pessoa será de R$ 130, sem a inclusão da bebida.

No Ok Grill, o rodízio de carnes terá o reforço de frutas da estação, tender, leitão assado, molho de frutas secas e lentinha. Tudo isso sairá por R$ 88,90 por pessoa, sem bebida e sobremesa. Mas, para esse jantar do dia 31, o restaurante não fará reserva. A ordem será por chegada. Já na Churrascaria Boi Branco, o jantar do réveillon será animado pela banda Cavaco de Lenha. O menu terá leitão, lombo, chester, salmão, pernil, lazanha, paella, camarão na manteiga e o tradicional rodízio. O valor por pessoa será de R$ 100, com reserva. Sem o agendamento antecipado, o preço cobrado será de R$ 120. Na Chácara Santa Victória, não há mais vagas. Os 350 lugares foram esgotados há três semanas.

Para os que gostam de balada, o Runa Club terá sertanejo universitário, samba, pagode e música eletrônica. Os ingressos custam R$ 45 para homens e R$ 30 para mulheres, com direito a uma taça de espumante até as 2h. Informações pelo telefone (15) 3228-7171. Na recém-inaugurada Pink Elephant, situada onde antes funcionava o Crocodillo Club, a festa da virada será movida ao som do DJ André Caproni. Os convites custam R$ 120 (homem) e R$ 80 (mulher), com consumação. A boate fica na rua Júlio Guimarães Marcondes, 91, no bairro Campolim. Informações pelo telefone (15) 3234-1324. A AnzuClub, em Itu, fará o chamado Réveillon Chandon, com música eletrônica em três ambientes, a partir das 23h. Valores na pista custam R$ 80 para homens e R$ 70 para mulheres.

Junto à natureza

No Camping do Alemão, situado no quilômetro 90 da estrada dos Romeiros, em Itu, os chalés estão ocupados até 4 de janeiro de 2015. Para quem quiser acampar entre os dias 31 de dezembro e 1º de janeiro, o valor por pessoa será de R$ 90. Até o dia 30, o preço estipulado foi de R$ 40. O local oferece banheiro, piscina, sauna, cachoeira, toboágua, lanchonete, salão de jogos e trilha. Todos os 82 chalés do Parque Maeda, em Itu, também estão alugados há praticamente dez dias para o período do réveillon. O preço para o casal, em um pacote entre 31 de dezembro e 3 de janeiro, saiu por R$ 1.800. O valor dá direito ao café da manhã, à piscina e ao jantar especial na virada do ano.

Somente as vagas para as barracas estão disponíveis no Camping Casarão, localizado no quilômetro 95 da rodovia Dom Gabriel Paulino Bueno Couto, em Itu. O pacote de três dias custa R$ 180 por pessoa, independente do dia. O valor não inclui refeição. Vale ressaltar que as pousadas do local já estão todas reservadas para o réveillon. O mesmo cenário se repete na Fazenda e Camping Paineiras, situada no quilômetro 115 da rodovia Marechal Rondon, em Itu. Os chalés não estão disponíveis para a virada de ano, mas quem quiser acampar em 31 de dezembro será obrigado a desembolsar R$ 120 por pessoa por apenas uma diária.

Fonte: Jornal Cruzeiro do Sul

por admin

Mulher fica levemente ferida após acidente em cruzamento

Apesar do susto e do capotamento do veículo, uma mulher ficou levemente ferida ontem à tarde, após colidir com outro carro no bairro Sorocaba 1. O acidente aconteceu no cruzamento das ruas Elizete Cardoso e Lamartine Babo. O outro condutor não se feriu. Conforme informações da Polícia Militar, o almoxarife de 23 anos trafegava com seu Citroen C3 pela rua Elisete Cardoso por volta das 16h quando, ao atravessar o cruzamento com a rua Lamartine Babo, colidiu com o Fiat Idea, dirigido pela condutora de 47 anos de idade completados no dia anterior, que subia aquela rua.

Com o impacto, o Idea girou na pista, bateu com a roda traseira na guia e tombou. Os policiais disseram que a condutora foi socorrida pelos bombeiros apenas com escoriações leves. Ainda segundo a PM, naquele cruzamento, a rua Elisete Cardoso é a via preferencial, enquanto a Lamartine Babo possui sinalização de solo e de placas em ambos os sentidos, para que os veículos parem.
O segurança de um auto-posto, Dirceu da Silva Rodrigues, acredita que esse tenha sido o terceiro acidente num prazo médio de três meses. Segundo ele, apesar das sinalizações, os motoristas costumam passar sem parar.

Fonte: Jornal Cruzeiro do sul

10 de dezembro de 2014 por admin

Córrego exala mau cheiro no Parque dos Espanhóis

Mau cheiro, falta de limpeza e manutenção persistem em um córrego do Parque dos Espanhóis, localizado na rua Campos Sales, na Vila Assis. Há cerca de um ano, o jornal Cruzeiro do Sul publicou uma reportagem relatando os mesmos problemas presentes no parque e que até agora não foram solucionados. Pessoas que frequentam o local dizem que o cheiro fica pior ainda em dias de muito calor.

O técnico em eletrônica Ricardo Peres, de 46 anos, corre quase todos os dias no parque e diz que o mau cheiro chega a ser insuportável. “Todo dia que eu passo o cheiro está forte. Eu já vi pessoas despejando água com sabão no córrego. Vi até funcionários de uma oficina mecânica próxima despejando líquidos de motor de carro”, afirma. Segundo Peres, os peixes do córrego sobem na superfície para respirar. “Há algum tempo, já vi alguns peixes mortos boiando na água”, relata.
Para José Antônio Cardoso, de 61 anos, a situação está feia. “Eu faço caminhada todo dia aqui. Tem dias que são piores. Bastante gente reclama disso”, conta. Segundo ele, na segunda-feira passada, uma equipe da Prefeitura de Sorocaba estava fazendo a limpeza do parque. “Eles estavam fazendo o serviço de roçagem nas margens do córrego, mas pelo jeito não terminaram ainda. Não sei se vão terminar.”

Peres afirma que o local está imundo. “Pessoas não limpam a sujeira dos animais de estimação. Tem gente que quebra as árvores. As pessoas não cuidam do parque”, relata. O aposentado Cardoso percebeu que o movimento de pessoas no parque diminuiu. “Antes, o parque era lotado de crianças brincando, principalmente aos domingos. Agora, os pais nem deixam vir aqui. As crianças pararam de brincar no parque”, divulga. Segundo ele, uma ponte do parque está interditada há meses e até agora não foi consertada.

Manutenção

A Secretaria de Serviços Públicos (Serp) informou, em nota, que os serviços de limpeza no parque são realizados a cada 30 dias por equipes da Serp e o último ocorreu na semana passada. Quanto ao mau cheiro do córrego, a Serp informou que o Saae faz acompanhamento periódico do local e não constatou vazamento de esgoto. Recentemente foi feita a desobstrução de um tubo por onde passa água do córrego dentro do parque, que estava entupido. Segundo a nota, a ponte do parque foi interditada por oferecer risco aos usuários e a Serp está em processo de compra dos materiais para a reconstrução.

Fonte: Jornal Cruzeiro do Sul

por admin

“Faltou o Falcão aqui”

Os times de futsal e basquete de Sorocaba vivem momentos bem distintos. O Futsal Brasil Kirin vem de diversas vitórias e acabou de conquistar o título da Liga Futsal, competição equivalente ao campeonato nacional da modalidade. Já a Liga Sorocabana de Basquete, que foi derrotada ontem pelo Pinheiros por 96 a 88, chegou a sua sexta derrota consecutiva no Novo Basquete Brasil (NBB 7). A explicação do técnico da LSB, Rinaldo Rodrigues, para a sequência de resultados negativos é simples: “Falta um Falcão no nosso time. Se ele estivesse aqui, ele resolveria”, disse em tom de brincadeira. A partida, realizada no Ginásio Municipal de Sorocaba, foi bem equilibrada, principalmente no primeiro tempo. Mas tendo falhado na marcação nos últimos quartos, a LSB perdeu novamente e caiu para a 14ª posição da tabela, com 22,2% de aproveitamento (sete derrotas e uma vitória). Já o Pinheiros é o sétimo colocado, com 62,5% de aproveitamento (cinco vitórias e três derrotas).
O jogo começou bem equilibrado, com os times marcando forte o tempo todo. O americano Gaines, da LSB, era o grande destaque. Neste período, ele marcou dez pontos. Mas como nenhuma equipe conseguia se sobressair o placar terminou empatado: 22 a 22. As equipes cometeram muitos erros no começo do segundo quarto e o nível do jogo caiu um pouco. A LSB falhou muito na marcação, dando espaço para os jogadores do Pinheiros arriscassem arremessos de três pontos. Desta forma, a equipe da Capital venceu por 20 a 18 (42 a 40 no geral).

O terceiro quarto também foi bem equilibrado e as equipes abusaram no número de faltas. Assim, o Pinheiros venceu mais uma vez: 25 a 23 (67 a 63 no total). O último período foi decisivo. A LSB voltou a falhar na marcação, dando chance ao adversário de aumentar a vantagem. O time visitante, mais uma vez, venceu o quarto: 29 a 25, decretando a derrota sorocabana por 96 a 88.
Rinaldo Rodrigues disse que a equipe precisa melhorar a marcação. “No basquete não tem essa, você não pode dar espaço para o adversário jogar. Nós trabalhamos isso, treinamos muito a marcação, mas falhamos. Não se pode tomar 96 pontos jogando em casa. Mas mudanças vem aí. Daqui a pouco o Marcão (pivô) estará à nossa disposição e também estamos negociando com dois argentinos. Os argentinos costumam marcar bem”, disse.

A LSB voltará à quadra amanhã para enfrentar o Palmeiras. A partida, válida pela décima rodada do primeiro turno, será realizada às 21h, no Ginásio Palestra Itália, em São Paulo, e terá transmissão do Sportv.

Fonte: Jornal Cruzeiro do Sul
por admin

10.852 contribuintes caem na malha fina da Receita Federal

Mariano Amadio diz que contribuintes ainda podem fazer a retificação no site da Receita Federal

A malha fiscal da Receita Federal do Brasil (RFB) reteve 10.852 declarações de Imposto de Renda (IR) na região de Sorocaba, que abrange 52 municípios. O número representa 2,94% dos declarantes na delegacia regional da RFB de Sorocaba, que foram 368.858. Em junho deste ano, entretanto, foram retidas pela malha fiscal 18.452 declarações na região, o que significa que 41,2% dos casos foram solucionados. O contribuinte ainda pode consultar sua situação no site da Receita Federal e fazer a retificação. Os principais problemas apresentados pelas declarações na região de Sorocaba foram a omissão de rendimentos do titular e dos dependentes, o valor das despesas médicas e a divergência de valores do IR retido na fonte, declarado pelo contribuinte, em relação ao que foi informado pela fonte pagadora na Declaração do Imposto de Renda Retido na Fonte (Dirf).

O cruzamento de dados feito pela Receita Federal é o que explica a retenção de declarações para verificações, observa Mariano Amadio, diretor social do Sindicato dos Contabilistas de Sorocaba. O número de declarações retidas, contudo, pode cair, pois os contribuintes ainda podem fazer a retificação no site da Receita Federal, lembra Amadio. O número de retenções neste ano é 5,07% menor do que o registrado em 2013, quando 11.432 declarações caíram na malha fiscal. Apesar disso, o contador ressalta que muitas pessoas ainda acreditam que podem driblar a Receita Federal. A prova disso é que os problemas apresentados pelas declarações continuam os mesmos, como as divergências nas informações de pagamento pela fonte pagadora e por quem declara, cita ele. “A Receita Federal está muito bem equipada.”

Outro problema comum e evidenciado pelas informações da Receita Federal, acrescenta o contador, é a retenção por inconsistência de gastos com saúde. “As pessoas acham que a Receita não cruza estas informações, mas cruzam sim”, explica Amadio. Segundo ele, os médicos são obrigados a informar o valor recebido de cada um de seus pacientes, com o número do Cadastro de Pessoa Física (CPF), anualmente. “Não adianta dobrar o valor gasto, porque fica sujeito à multa. Como ele vai levar o recibo correto na Receita?”, questiona o contador.

Consulta

O contribuinte que não recebeu restituição do IR pode consultar a situação da declaração apresentada e obter informação sobre a pendência que motivou entrada na malha por meio no extrato de processamento da Declaração do Imposto de Renda de Pessoa Física (Dirpf), no site da Receita Federal (www.receita.fazenda.gov.br).

Conforme o contador Mariano Amadio, o contribuinte que verificar que está na malha fina não precisa se desesperar, uma vez que ainda não foi intimado pela Receita Federal. “A Receita dá a chance de a pessoa, dependendo do caso, fazer a retificação”, comenta ele. Ainda segundo Amadio, os casos de omissão de informações pelo contribuinte geram multas que variam de acordo com o valor em imposto que deveria ser pago. “Nesse caso, tem multa, juros e correção”, destaca.

A delegacia regional da Receita Federal em Sorocaba informa que se o contribuinte verificar a pendência e constatar erros na declaração apresentada, pode fazer a correção por meio de uma declaração retificadora. Se não houver erro na declaração apresentada, o contribuinte poderá, a partir de 2 de janeiro de 2015, agendar uma data e um horário pelo site da Receita Federal para comparecer à RFB. Neste caso, terá de apresentar a documentação comprobatória dos valores declarados, informa o órgão.

Fonte: Jornal Cruzeiro do Sul
por admin

Inaugurada Agência Franqueada dos Correios – AGF Vila Haro

Nesta quarta-feira (03/12/2014), inaugurou em Sorocaba,  para atendimento ao público, a Agência Franqueada dos Correios (AGF)  Vila Haro. A nova agência, localizada na Rua Pedro José Senger, nº 147, no bairro Vila Haro, ao lado da Praça dos Tropeiros e ao Hospital Santa Casa de Misericórdia de Sorocaba, conta com instalações modernas, bem planejadas e informatizadas para o atendimento ao público.

A nova agência franqueada terá mobiliário ergonômico novo e padronizado pelos Correios, acessibilidade a pessoas com deficiência, 3 guichês de atendimento informatizados, sendo 1 preferencial. O atendimento na AGF Vila Haro será de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h, e-mail para contato: agfvh@agfsp.com.br.

4 de dezembro de 2014 por admin

Sorocaba recebe hoje a 1ª unidade Minuto Pão de Açúcar do interior

A unidade local está localizada na avenida Moreira César, 217

Sorocaba recebe hoje a primeira unidade da bandeira Minuto Pão de Açúcar no interior do Estado de São Paulo. A nova loja é do formato de proximidade, lançada pelo Grupo Pão de Açúcar (GPA) em junho deste ano, e teve o investimento de R$ 1,3 milhão. A unidade de Sorocaba é a 7ª da rede e a companhia espera terminar o ano com mais de 15 lojas inauguradas com essa marca. A unidade local está localizada na avenida Moreira César, 217, próxima ao Centro. O novo modelo visa o atendimento rápido, com opções em produtos individuais para os consumidores. Foram contratados 26 funcionários para a loja. O Minuto Pão de Açúcar atende a um novo conceito que é tendência em todo o mundo, ressalta Renato Giarola, diretor de Negócios de Proximidade do GPA. São lojas que têm entre 150m2 e 400m2, localizadas nos bairros. “Justamente pensando nas demandas modernas do cliente de mobilidade urbana”, explica. Diante da escassez de tempo e da inflação sob controle, em comparação com o período antes de 1994, os consumidores têm evitado a concentração de compras. “O cliente não quer mais sair do supermercado com o carrinho cheio. Ele faz compras semanais e até diárias.”

A nova bandeira, assim como a maior, é focada nas classes AB e, dentre os 6.000 produtos dispostos, aproximadamente 20% são de marcas próprias e consumo imediato. Conforme Giarola, grande parte destes itens é de produtos da Casino – controladora do GPA -, importados da França. “São produtos de altíssima qualidade e premium, como chocolates, chá, café, molhos, massas”, comenta ele. Giarola aponta que o Minuto Pão de Açúcar atende tanto a compra de conveniência quanto a de urgência. “Desde o produto do dia a dia a outros de consumo em determinadas situações, como aos finais de semana.” Segundo ele, destacam-se os vinhos importados, sanduíches prontos e naturais e queijos variados. Além disso, o modelo também busca atender às famílias menores, oferecendo produtos individuais e pratos prontos. “O Minuto vem com uma padaria muito bem desenvolvida com sortimento semelhante ao do Pão de Açúcar”, complementa o diretor do GPA. O Minuto Pão de Açúcar de Sorocaba contará, ainda, com um atendente gastronômico, que prestará consultoria diariamente das 11h às 19h.

Investimento

A escolha de Sorocaba para a abertura da primeira unidade do Minuto Pão de Açúcar no interior paulista se deve ao fato de ser um grande centro urbano em desenvolvimento, avalia Renato Giarola. Este fator é essencial para trabalhar o novo formato de proximidade. Além disso, o Grupo Pão de Açúcar está se voltando para o interior de São Paulo, em um raio de 150 quilômetros da capital. “Estamos lançando um Centro de Distribuição descentralizado para atender a essas lojas”, explica. Foram contratados 26 funcionários para operar a loja em Sorocaba. O investimento feito para a abertura do modelo Minuto é de R$ 1,3 milhão e a loja tem 270m2 de área de venda. Para a construção, foram adotados conceitos em sustentabilidade com o objetivo de reduzir o impacto ambiental das operações. A obra utilizou de conceitos em redução do volume de resíduos e racionalização dos materiais usados. “A loja foi construída com redução de resíduos e a construção é mais leve e simples, usa bem menos materiais”, diz Giarola.

Funcionamento

O Minuto Pão de Açúcar abre hoje e deve funcionar de segunda a sábado, das 7h às 22h, e aos domingos e feriados, das 8h às 22h. A loja fica na avenida Moreira César, 217.

Fonte: Jornal Cruzeiro do Sul

27 de novembro de 2014 por admin
Av Eugênio Bernardi, 534 • Parque Bela Vista • Votorantim - SP
15 3243.3540
Simdigital Criação de Sites